Loading
Associe-se

China quer desmembrar aplicação financeira Alipay para gerir dados de crédito

China quer desmembrar aplicação financeira Alipay para gerir dados de crédito
Publicado em 16 Setembro, 2021
Partilhar

Em mais uma demonstração de que não será complacente com nenhuma tecnológica, por maior que seja, a China quer que a Alipay separe o negócio dos empréstimos numa aplicação à parte, noticia o “Financial Times” esta segunda-feira. E quer obrigar a gigante tecnológica a entregar os dados a uma joint-venture detida pela casa mãe, a Ant Group, e pelo Estado chinês.

Os reguladores já tinham obrigado a empresa liderada por Jack Ma a separar os sistemas internos dos dois serviços de crédito da Alipay, o Huabei, um cartão de crédito, e o Jiebei, de microempréstimos. A CreditTech, a subsidiária que inclui o negócio do crédito, representou, em 2020, 39% das receitas do Ant Group, e 10% de todos os créditos ao consumo chineses.

Agora, este spin-off do negócio dos empréstimos face à aplicação principal, a Alipay, tem como objetivo a entrega dos dados que ajudam a empresa a decidir o risco de crédito a uma empresa nova, uma joint-venture, detida tanto pela Ant Group como por empresas estatais, tendo estas últimas a maioria do capital. A Ant Group terá de centralizar as suas decisões de crédito, até aqui feitas dentro do sistema próprio, nesta entidade.

Esta, por sua vez, poderá ter acesso a uma licença de avaliação de crédito, algo que escapa há muito à Alipay: foram emitidas apenas três licenças do género pelo banco central da China e, segundo o FT, todas a empresas públicas.

Fonte: Expresso