Loading
Associe-se

Goldman Sachs assegura controlo total da operação na China

Goldman Sachs assegura controlo total da operação na China
Publicado em 19 Outubro, 2021
Partilhar

Um caso pouco usual na China: a Goldman Sachs vai poder adquirir na totalidade a joint venture de gestão de ativos no país, noticia o “Financial Times”, em mais uma manifestação da estratégia de Pequim de aliviar as restrições no setor financeiro a empresas estrangeiras. O banco de investimento irá comprar ao Estado chinês os 49% da entidade.

O regulador chinês, a Comissão Reguladora de Ativos Mobiliários, aprovou a aquisição da totalidade da joint venture celebrada entre o Estado chinês e a Goldman Sachs por esta última, pondo fim a uma parceria de 17 anos.

Esta operação irá permitir que o banco de investimento possa investir e contratar na China, uma operação que será autonomizada da casa-mãe. Planeia contratar 600 pessoas no país e aumentar as divisões de gestão de fortunas e ativos, segundo o jornal britânico, tendo como objetivo celebrar uma parceria com o banco chinês ICBC.

Depois de Pequim ter permitido o controlo total das operações de bancos estrangeiros no país no final do ano passado, a Goldman foi o segundo banco dos Estados Unidos a adquirir a totalidade da empresa, a seguir à JP Morgan, que comprou a parte detida por Pequim em agosto.

Fonte: Expresso