Loading
Associe-se

Comissão quer União Europeia a lidar com a China a uma só voz

Comissão quer União Europeia a lidar com a China a uma só voz
Publicado em 14 Março, 2019
Partilhar

A Comissão Europeia apelou esta terça-feira a que os Estados membros da UE apresentem uma frente unida na forma como lidam com os desafios tecnológicos e económicos colocados pela China.

Classificando o gigante asiático como “um rival económico na corrida para a liderança tecnológica e um adversário sistémico que promove modelos alternativos de governação”, a Comissão Europeia propõe, num comunicado conjunto, aquilo a que chama “10 pontos de acção” para lidar com a China.

Embora assinale a vontade de aumentar a cooperação com a China em temas como a protecção ambiental ou a segurança, o executivo europeu pede, ao nível do comércio e do investimento que a China “honre os compromissos conjuntos existentes entre as duas partes”. Em particular, realça “a reforma da Organização Mundial do Comércio, com destaque para a questão das subvenções e das transferências forçadas de tecnologia, e a conclusão de acordos bilaterais no domínio do investimento até 2020”.

A Comissão defende também que “a fim de detectar e chamar a atenção para os riscos de segurança colocados pelo investimento estrangeiro em activos, tecnologias e infra-estruturas de importância crítica, os Estados-Membros devem assegurar a aplicação rápida, integral e efectiva do Regulamento relativo à análise dos investimentos directos estrangeiros”.

Leia a versão completa no Público