China pede à Anbang que venda activos no estrangeiro

China pede à Anbang que venda activos no estrangeiro

A seguradora chinesa Anbang, que chegou a estar interessada na compra do Novo Banco em Portugal, está a ser instada pelas autoridades de Pequim a vender os activos que detém no estrangeiro e a repatriar para solo chinês o valor que resulte dessa alienação, avança a Bloomberg citando fontes próximas do processo, não identificadas.

"Actualmente a Anbang não tem planos para vender os seus activos no estrangeiro. (…) Os vários negócios e operações da Anbang decorrem com normalidade e a companhia tem ampla liquidez e níveis de solvência suficientes," garantiu porém fonte da empresa à agência noticiosa.

Entre os activos internacionais da empresa contam-se a oitava maior seguradora sul-coreana, a Tong Yang Life, a seguradora holandesa Vivat, a prestadora de serviços financeiros belga Bank Nagelmackers e a também belga FIDEA Assurances. Além da "jóia da coroa", o Waldorf Astoria hotel em Nova Iorque, comprado por 1.950 milhões de dólares em 2014.

Jornal de Negócios

Leia a notícia na íntegra AQUI
 

Pub